VIVA MAIS E MELHOR
Sérgio Cabral Filho
A verdadeira hidroginástica
Hyowa, misto de hidro, ioga e shiatsu na água, traz benefícios para quem precisa de resistência


Hyowa: relaxamento e melhoria da oxigenação do sangue e do cérebro


Hyowa. A palavra é diferente, mas trata-se da velha e boa hidroginástica, com algumas modificações feitas por quem entende do assunto. Hidroginástica de raiz mesmo, trazida para o Brasil pelo professor José Cleber, há 25 anos. Mas Cleber se queixa. Segundo ele, a atividade sofreu muitas mudanças indevidas nos últimos tempos. “Tem muito professor que coloca aquelas músicas, tipo bate-estaca, num volume alto. Mas o exercício deve ser feito de modo mais tranqüilo e sem música”, diz.
Para defender a verdadeira hidroginástica, Cleber criou a hyowa; uma mistura dos exercícios da hidro com um trabalho de resistência respiratória da ioga e um pouco de watsu, que é o shiatsu na água.
Formado em Educação Física, e pós-graduado em Ciência do Treinamento Esportivo, o massoterapeuta José Cleber criou também uma hyowa direcionada para quem passou dos 60. “Criei a hyowa especial para idosos que sofreram acidente vascular cerebral e problemas na coluna ou no coração”, diz.
Vítima de um acidente vascular cerebral, Albertino Ribeiro, 72 anos, já consegue andar e está melhorando a cada dia, graças à hyowa. “Meu médico recomendou que eu parasse de fazer fisioterapia e que ficasse mais tempo dentro da piscina me exercitando. Em breve, vou voltar a dirigir também. Acho muito bom fazer este exercício e o contato social também é ótimo”.
As aulas acontecem na Sociedade Germânia (Rua Antenor Rangel 210, Gávea); no Othon Palace (Av. Atlântica 3.264); no Iate Clube do Rio (Av. Pasteur, na Urca); Jóquei Clube do Centro (Av. Presidente Antônio Carlos, em frente ao Fórum) e na Arte de Ser (Rua Conde D’Eu 126, Barra). Mais informações no site http://www.hidroginastica.com.br.